Estratégias de Redução de Custos na Nuvem com Ferramentas AWS

Publicado: 29/08/2023

No dia 3 de agosto, ocorreu o AWS Summit São Paulo, um evento que abordou uma ampla gama de tópicos relacionados ao cenário tecnológico. Dentre eles, a aplicação da inteligência artificial nas empresas e nos negócios teve grande destaque.

Outro tema que podemos destacar foi a exploração das ferramentas AWS como catalisadoras para a redução de custos na nuvem. Durante o evento, diversos estudos de caso reais foram apresentados, abordando desde a criação de uma base na AWS até estratégias específicas para minimizar gastos e assegurar a proteção das equipes. Dentro desse contexto, a ênfase recaiu sobre as práticas exemplares no uso das ferramentas AWS para alcançar efetiva redução de custos.

No contexto empresarial atual, otimizar custos e aproveitar eficazmente os recursos temporais assumiu importância vital, especialmente para aquelas que já adotaram serviços em nuvem. Essa abordagem não apenas almeja reduzir despesas, mas também emprega com inteligência o orçamento interno, a fim de adquirir novas ferramentas e investir em setores críticos.

Um princípio fundamental destacado pelo próprio evento é a adoção dos “6 pilares do Well-Architected Framework”. Este guia visa garantir que o processo de otimização seja um exercício bem-sucedido, sem resultar em cortes indiscriminados. A excelência operacional, segurança, confiabilidade e eficiência de desempenho são pilares constantemente considerados.

6 pilares do Well-Architected Framework

Uma das ferramentas da AWS que ganhou evidência foi o AWS Instance Scheduler, possibilitando agendamentos personalizados para iniciar e interromper instâncias do Amazon Elastic Compute Cloud (EC2) e Amazon Relational Database Service (Amazon RDS). Sua implementação acessível contribui para a contenção dos custos operacionais, permitindo economias de até 75% comparadas à operação ininterrupta.

Ao abordar infraestrutura, segurança, eficiência e performance foram temas recorrentes no AWS Summit. A AWS sublinha a importância das melhores práticas para garantir um desempenho confiável, evitando impactos causados pelo número de serviços em execução.

Durante o evento, também foi apresentado o AWS Compute Optimizer, uma ferramenta auxiliar que usa aprendizado de máquina para analisar métricas de uso histórico, possibilitando a redução de custos e aprimoramento de desempenho. Evita-se o excesso de provisionamento, que acarreta em gastos desnecessários, bem como o subdimensionamento, que compromete a performance.

A AWS endossa as práticas sólidas para a redução de custos e despesas na nuvem tais como:

  1. Gestão Financeira da Nuvem: O Cloud Financial Management (CFM) alinha processos para otimizar os custos na AWS. O CFM estabelece e mantém o conceito de uma cultura de conscientização de custos através de um indivíduo, equipe ou organização, através de gerenciamento de projetos, análise financeira e desenvolvimento de software e infraestrutura. O objetivo é a prática da otimização de custos, através do trabalho cooperativo entre as áreas de finanças e tecnologia, criar um entendimento comum dos objetivos organizacionais e compreender os mecanismos necessários para alavancar os custos variáveis na nuvem. Orçamentos e projeções de despesas podem ajudá-lo a entender os gastos atuais e futuros.

  2. Modelo de Consumo Inteligente: Compreender os custos é crucial para identificar oportunidades de economia. Pagar somente pelos recursos utilizados, ajustando conforme as demandas, pode gerar economias consideráveis. Por exemplo, desligar ambientes de teste e controle de qualidade em períodos não utilizados (16 das 24 horas do dia) gera economia de 75%.

  3. Avaliação da Eficiência Global: Cada carga de trabalho deve agregar valor. Mensurar o retorno sobre o investimento é fundamental para apoiar na redução de custos.

  4. Eliminação de Despesas não Estratégicas: O Conceito de atividades que não geram diferenciação está relacionado a todas as atividades de aquisição, instalação, cabeamento e manutenção de infraestrutura. Utilizar serviços gerenciados da AWS elimina a necessidade de atividades não diferenciadoras, reduzindo custos e direcionando esforços a projetos de maior impacto.

  5. Análise e Alocação Precisa de Custos: Através da nuvem, é possível identificar e atribuir os custos associados aos sistemas hospedados. Isso permite otimizar recursos e reduzir custos de maneira precisa.

Em resumo, o AWS Summit revelou como a inteligência artificial molda as empresas e como as ferramentas AWS são essenciais para a redução de custos na nuvem. A exploração das melhores práticas e soluções oferecidas pela AWS leva a uma gestão financeira mais inteligente e eficaz.

Sidney Castro

Solution Architect na e-Core

Combinamos experiência global com tecnologias emergentes para ajudar empresas como a sua a criar produtos digitais inovadores, modernizar plataformas de tecnologia e melhorar a eficiência nas operações digitais.

Isso pode te interessar: